21
Set

O dia do aniversário foi na quinta mas por causa do correria deixou para comemorar hoje. O cardápio foi o tradicional churrasco com todas as carnes possíveis e em excesso e incluindo muitas caipirinhas.

  • DSC_3590
  • DSC_3614
  • DSC_3617


O despertador que era para nos acordar as 6h da manha não funcionou e acordamos super atrasados e foi o dia que conseguimos nos arrumar em tempo record. Em 10 min já estávamos no carro a caminho do Buquebus.

Até lá foram 10min e fomos direto comprar as passagens, passar no raio x, fazer imigração e ir para a sala de embarque. O processo é igual ao aeroporto com voo internacional, e tudo bem organizado.

O barco é muito grande, e cabe um monte de carros. A navegação é bem leve, parece que estamos parados. Dentro tinha freeshop, cafeterias, espaços para comer, bem legal. A travessia levou uma hora e passou super rápido.

Já no Uruguai nem paramos em Colônia e tocamos direto para Montevidéu que fica a 170km de distancia.

Estacionamos o carro na 23 de Julio e fomos caminhando ate encontrar um lugar para almoçar, nosso problema era a fome e quando isso acontece acabamos pegando a pior opção que nesse caso foi a La Passiva. Na verdade não estava muito ruim, só não era um lugar diferente já que temos esse restaurante em Poa.

Eu e o Nani pedimos um capelleti ao molho de quatro queijos, o Leo pediu um entrecot e o Salomão pegou um peixe com molho rockfort.

Já alimentados fomos passear pelo centro histórico de Montevidéu, caminhamos toda 23 de Julio até chegar no mar, passamos pro diversas praças, visitamos alguns monumentos e tiramos bastante fotos.

Passamos também por algumas feirinhas de tralhas antigas. Fomos conhecer também o Mercado Central, onde tem um monte de Parillas e cheio de gente, se soubéssemos teríamos almoçado ali.

Caminhamos mais um pouco pelas ruas do centro histórico, fomos entrando nas ruazinhas para ver o que tinha de interessante. Na volta paramos para tomar um sorvete, queríamos do Freddo mas como não tinha aparecido nenhum tomamos de outro e na quadra seguinte apareceu um freddo, paciência.

Já estava bem friozinho neste momento pois o tempo tinha fechado e acabamos indo pro carro para viajar ate o Chuí, assim ficamos mais próximos para rodar menos amanha.

Pegamos a estrada para o Brasil e acabamos nos perdendo e entrando em Punta, fizemos o retorno e conseguimos pegar o caminho certo. Até o Chuí eram 230km e chegamos perto das 21h. Na saída tive problema por não ter dado baixa das outras vezes e tive que deixar uma propina, mas tudo bem, esses aqui são chinelão.

Como era feriadão os hotéis estavam lotados e conseguimos achar um muquifo por muita sorte. Depois de instalados fomos procurar algo para comer e achamos uma pizzaria do lado uruguaio que achamos legal e lá comemos um metro de pizza e cinco litros de patrícia, foi para fechar bem as ferias.

Na volta desmaiamos no pulgueiro de tanto cansaço (trago).

  • DSC_2823
  • DSC_2827
  • DSC_2843
  • DSC_2847
  • DSC_2852
  • DSC_2855
  • DSC_2860
  • DSC_2866
  • DSC_2867
  • DSC_2868
  • DSC_2873
  • DSC_2876
  • DSC_2888
  • DSC_2890
  • DSC_2894


Cada vez tenho mais certeza que a minha irmã só sabe fazer dois pratos, o conchilhones ao molho de queijo e o prato de hoje, um escondidinho de carne seca com calabresa.

Dei uma dica para ela, que faz sempre o mesmo prato, convidar sempre amigos diferentes para não precisar aprender a fazer comidas diferentes.

Ela convidou dois casais de amigos do João, um foi o Leandro e a Nicole e foi também o Alexandre (que come muito) junto com a esposa. A sobremesa foi Petit gateou.

  • DSC_5438
  • DSC_5439
  • DSC_5440
  • DSC_5441
  • DSC_5444
  • DSC_5446


Hoje comecei um curso de cozinha tailandesa com o Chef Felippe Sica no União Cooks. O curso é bem interessante, pois conhecemos primeiro os ingredientes base para quase todos os pratos e depois aprendemos três receitas. Por um problema de fornecedor acabamos fazendo receitas de frago e porco, pois não tinha peixe e frutos do mar disponível.

A primeira receita foi um Stir-Fry de porco com Nam Prik que ao meu paladar achei picante demais, depois fizemos um Frango ao curry verde que tambem estava forte e por fim um Frango ao molho de Tamarindo, este sim estava suave.

Acho que no final de semana vou fazer um menu tailandês no restaurante.

  • photo1
  • photo2
  • photo3


Acordei hoje muito cedo, e isso esta me deixando um pouco preocupado.. eram 7h45 (é pai, 7h45 da manhã) e estava de pé.. tentei dormir mais um pouco mas não deu.. fiz a minha rotina diária.. levantei, wc, peguei meus óculos, liguei a TV no canal 422 e sentei na frente do computador.. respondi e-mails, fiz alguns trabalhos remotos e etc..

Bom, meu dia tinha tudo pra não ter assunto nenhum no diário de bordo, eis aí que precisava fazer algo.. Peguei o 67A com destino ao Downtown de lá peguei o 28X com destino ao Airport (calma, não estou voltando pra casa..) chegando no aeroporto me dirigi ao guichê da budget e aluguei um carro.. ou melhor um símbolo americano, um muscle car.. um Mustang 2005 Conversível.. foi aí que o meu dia começou.. e já se passava das 2pm. Saindo de lá, como ainda tenho um espírito de guri, fui obrigado a testar a "maquina".. dei uma acelerada na saída do aeroporto e sentia o carro andando bem rápido mas no velocímetro só mostrava 120, aí que me dei conta que era milhas (=200km/h), passando essa fase, fiquei nos limites permitidos. Meu primeiro desafio, chegar em casa.. O aeroporto fica numa área bem afastada.. tenho que passar pelo centro e andar mais um bocado para chegar em casa, são +/- 20 milhas de distancia.. pois bem, fui seguindo meu senso de localização e quando me dei conta, estava em casa!! (e tinha gente que dizia que eu era perdido..). Fiquei muito feliz com a minha capacidade de me achar sozinho..

Minha ida para casa tinha 2 finalidades..

1) provar pra mim mesmo que eu conseguiria fazer isso (disseram que o transito aqui em Pitt (em todos EUA) e complicado.. onde uma rua errada pode te levar pra outro lugar bem longe...).

2) era pegar um mapa pra ir pra uma cidade vizinha daqui.. 60 milhas..

Após pegar o mapa fui em direção ao downtown de novo, peguei a Interstate 79 e me toquei em direção à Grove City.. detalhe.. na ida, fui obrigado a baixar a capota e fui com os cabelos voando.. :).. Na entrada da cidade, a minha esquerda encontro um shopping, mais precisamente uma filial da Prime.. e adivinha qual foi a primeira loja que eu vi? Tommy Hilfiger! aí eu disse: agora fudeu..

Entrei na loja, e não acreditei.. é tudo muito barato.. comprei varias coisas! pensei até que era mais barato comprar novo do que mandar lavar!! (tirei uma foto* das minhas aquisições).

Passado das 6pm, era hora de voltar para casa.. aí foi a coisa mais impressionante que eu senti até agora em solo americano.. Algo muito estranho estava acontecendo comigo.. O sol estava se pondo, eu sozinho no mustang conversivel (vou jogar o meu no lixo quando voltar) andando numa highway americana, curtindo um country music no radio do carro.. sem explicação.. uma sensação de plena satisfação (isso inclui o porta malas cheio de compras). como diria meu amigo Marcelo Aquini, "baita astral".

Chegando em casa de novo, sem problemas.. descarreguei o carro, chequei meus e-mails, falei um pouco no fone..:) e já estava na hora de sair pra balada.. minha primeira noite aqui em Pitt..

Fui num lugar chamado Tequila Willies. A casa é muito legal.. tem vários ambientes e hoje (wednesday) as bebidas saem por 1 dollar.. mas como estava dirigindo, só tomei uma bud. O som das pistas era só hip-hop e os americanos dançam muito mal (mais em especifico as mulheres). Os niggas comandam a noite.. mas no quesito beleza, deixou um pouco a desejar.. achei um pouco estranho, pois a festa começa as 9pm e acaba as 1am. Não estou acostumado a chegar tão cedo numa balada.. preciso rever meus conceitos..
Ah, com todas essas emoções hoje, esqueci de almoçar.. fui fazer o meu almoço as 9pm.

Hoje almocei/jantei muito bem, deixa eu ir lá buscar a caixa com o nome da comida..
"Suffed Pasta Shells, Cheese and Mushroom Stuffed Pasta Shells in Tomato Sauce with Broccoli" (sim, comi os brócolis.. todinhos). e até que era bom.. saudades das comidas da Melissa e da Erna..

Publiquei algumas fotos no álbum* Outros, pois de tanta emoção esqueci de tirar fotos em Grove City :(
mais conclusões..

1) Pare é pare. :/
2) As americanas niggas usam uns cabelos muito esquisitos.. cheio de laquê e armação..
3) Milhas != Kilometros
Coke meter: 1,4 litros

* http://www.meuser.com.br/gallery/usa


 

 

 

 

 

 

 

  • DSC05463
  • DSC05465
  • DSC05466