19
Set

Mesmo dormindo cedo o Vini acordou perto das 8:30, ficou mamando e brincando na cama enquanto a Grazi se arrumava.


Descemos para o café, que era bem variado com destaque especial para ilha de omeletes e tapiocas. O Vini gostou mesmo do pão de queijo e da rabada com açúcar e claro, do suco de laranja. Ele até provou outro suco, de goiaba mas acho quê preferiu o de laranja.


Voltamos para o quarto para nos arrumar e ir para a praia. É tanta coisa para fazer e tralha para levar que perdemos mais de uma hora nessa função.


O praia fica a 250 metros do hotel, é privativa e tem serviço de praia, é muito bom. A parte ruim é que hoje o mar estava muito agitado e com muitas ondas.


Nas primeiras caminhadas do Vini ele pisou em uma abelha que mordeu ele. Tivemos que voltar para o hotel para cuidar da picada.


A Grazi conseguiu tirar o ferrão e fizemos uma compressa com água gelada para não inchar. Ele ficou bem.


Voltamos de novo para a praia e lá ficou, não queria brincar na areia, só queria ficar dentro d'água. Dava cada grito de felicidade quando as ondas chegavam mas como estava muito forte as ondas acabamos ficando por ali mesmo.


Neste meio tempo q maré subiu bastante também. Uma onda chegou a levar todos os brinquedos do Vini.


Ele queria cada vez mais entrar mais fundo, numa dessas veio uma onda e tomou um caldinho. Essa foi a hora de voltar.


Eram quase três da tarde e apesar dele não manifestar, estava morrendo de fome. Pedimos uma comida para ele e almoçamos junto no restaurante.


Pedimos para acompanhar o nosso almoço e as férias uma espumante também.


Brincamos um pouco na pracinha do hotel mas ele estava muito cansado, a Grazi voltou com ele para o quarto e não conseguiu nem mamar um terço da mamadeira e já dormiu.


Dormiu duas horas e meia e acordou com todo o gás. Aqui escurece cedo, 17:30 já é noite mas mesmo assim saímos para caminhar na rua. Brincamos um pouco na academia, visitamos a piscina e ficamos um pouco na pracinha também.


Quando o restaurante abriu aproveitamos para jantar, o Vini gostou bastante de uma massa com queijo. Ele não anda muito a fim de água, só quer saber de suco, de qualquer sabor.


Na saída do restaurante ele já queria voltar para a rua, ficamos caminhando na voltando condomínio, que é cheio de casarões. Para varias, ele conseguiu pisar num formigueiro e ganhou 5 picadas de formiga.


Trouxemos ele para o quarto para dar banho e passar uma pomada nas mordidas. Como ele tinha dormido bastante de tarde, desci mais um pouco com ele, ficamos brincando com as pedrinhas que tem na floreira to hall.


Já eram quase 22:30 quando a Grazi chamou e eu consegui convencer ele a ir para o quarto. Dormiu facinho, mas não quis saber do berço.






  • DSC_1329
  • DSC_1331
  • DSC_1332
  • DSC_1333
  • DSC_1336
  • DSC_1342


Acabamos combinando uma janta ontem no parque para conhecer a casa da Mary e do Lê. Como eles trabalhavam na segunda decidimos por uma pizza para ser mais pratico.

Eu fiquei encarregado das cervejas e preparei uma seleção de artesanais.

  • DSC_0388
  • DSC_0391
  • DSC_0393
  • DSC_0396
  • DSC_0400
  • DSC_0407


Fizemos mais uma janta em prol dos trabalhos manuais para o Chá do Vini, está perto! Como a ideia era terminar os preparativos acabamos fazendo um café com muitas gordices..

  • DSC_0427
  • DSC_0433
  • DSC_0434
  • DSC_0436
  • DSC_0437
  • DSC_0440
  • DSC_0441
  • DSC_0443
  • DSC_0445


Acordamos muito cedo, não tinha nem amanhecido ainda. Tomamos café e juntamos nossas coisas pois hoje é dia de abandonar Santiago do Chile e partir para Mendoza.

Até o destino final eram pouco menos de 400km e o tempo estava bem bom, céu aberto e bastante frio.

Chegamos na fronteira e fizemos a nossa imigração e esquecemos de fazer a aduana e só descobrimos isso quando chegamos no posto policial que fica a 18km de lá. Não teve choro e tivemos que voltar, fazer a aduana e ir de novo.

Da fronteira eram mais 200km até Mendoza, porem fomos direto para a Vinícola Família Zuccardi, que fica nas redondezas de Mendoza. Chegamos lá perto das 14h e fomos direto para o restaurante e como não tínhamos feito reserva não conseguimos almoçar na vinícola porem eles nos ofereceram umas entradas bem interessantes que serviram muito bem como almoço.

O lugar era muito legal, almoçamos no meio das parreiras, pedimos um vinho da casa e degustamos nossos aperitivos.

Pós almoço fomos fazer uma visita guiada pela vinícola. Na verdade era uma visita bem simples com uma degustação mais simples ainda, provamos apenas dois vinhos mas a parte boa que o valor da visitação não nos cobraram, então valeu pelo passeio.

Saímos da Vinícola e fomos atrás de uma autorizada da Fiat, pois estávamos com um farol e uma luz de freio queimados e aqui na argentina é um problema pois a policia precisa de qualquer motivo para achacar uns pilas.

No primeiro endereço que tínhamos era só para venda, sem manutenção mas nos deram o endereço da oficina. Depois de nos perdermos com o GPS conseguimos achar, fizeram a troca para nos na hora.

Depois nossa próxima missão era descolar um hotel para passar a noite e no caminho tínhamos recebido um folder de um hotel e foi lá nossa primeira parada, no fim mudamos completamente de ideia e resolvemos dormir em San Luiz para ficar mais próximo de Buenos Aires.

Até lá eram pouco menos de 300km, que fizemos em 4h, o problema foi a gasolina novamente, chegamos no posto com menos de 3 litros de combustível.

Com o carro abastecido seguimos para o centro da cidade para procurar um hotel e um restaurante e como estávamos com fome, achamos primeiro o restaurante. Pedimos bife de chorizo para matar a vontade.

Na saída pegamos umas indicações de hotel e pelo horário ficamos no primeiro que achamos. O hotel era bem honesto mas a cama era ruim.

  • DSC_2700
  • DSC_2703
  • DSC_2722
  • DSC_2723
  • DSC_2728
  • DSC_2734
  • DSC_2737
  • DSC_2751
  • DSC_2765
  • DSC_2773
  • DSC_2777
  • DSC_2782


Hoje fomos jantar no Pallermo Hollywood já que tínhamos um cupom para fondue. Definitivamente não tem fondue bom aqui em Porto Alegre, descontando a Olaria e a Fornellone.

De qualquer forma, estava legal o ambiente e também pedimos uma espumante para comemorar a evolução da obraoje fomos jantar no Pallermo Hollywood já que tínhamos um cupom para fondue. Definitivamente não tem fondue bom aqui em Porto Alegre, descontando a Olaria e a Fornellone.

De qualquer forma, estava legal o ambiente e também pedimos uma espumante para comemorar a evolução da obra.



Acabamos aproveitando que amanha é feriado e que não precisamos acordar cedo para fazer uma janta e jogar. Preparei Buffalo Wings com pimenta moderada, já que os convidados não estão preparados para muita pimenta (exceto o Mark). A Tati ficou bêbada e quebrou uma taça, e nos ficamos jogando Rummikub e bebendo até quase 2h da manha.

De sobremesa acabei fazendo branquinho já que era uma sobremesa rápida. No fim bebemos 3 espumantes, a Karina também estava meio bebumcabamos aproveitando que amanha é feriado e que não precisamos acordar cedo para fazer uma janta e jogar. Preparei Buffalo Wings com pimenta moderada, já que os convidados não estão preparados para muita pimenta (exceto o Mark). A Tati ficou bêbada e quebrou uma taça, e nos ficamos jogando Rummikub e bebendo até quase 2h da manha.

De sobremesa acabei fazendo branquinho já que era uma sobremesa rápida. No fim bebemos 3 espumantes, a Karina também estava meio bebum.



Neste feriadão, a convite da Melissa resolvemos antecipar nossa ida para Rio Branco, pois nossa ideia era ir no proximo findi junto com a Tati mas este convite veio em boa hora. Fomos de manha bem cedinho (nem acredito que consegui acordar as 6h45), peguei meu pai e depois o Leo, a Melissa estava nos esperando em Camaquã. Chegamos na mel as 8h e logo seguimos viagem, pois não queriamos chegar muito tarde.

Chegando lá passeamos pelos freeshops e não achei nada de novo, deveriamos ter ido para o Chuy, dizem que lá alem de mais barato tem mais variedades. Para mim comprei pouca coisa: umas 3 camisetas, 1 lanterna, um monte de bebidas e uns temperos.

Na volta fomos parados na fiscalização, alias, todos foram parados e como não estavamos com muitas compras não deu nada.

  • DSC04611
  • DSC04612
  • DSC04613


Well.. meu dia hoje foi melhor que os anteriores.. acordei por volta das 9h, tomei café.. lavei a louça :/ tomei banho e fiquei mau humorado porque não consegui fazer a barba.. meu barbeador é do padrão europeu e esses americanos fazem os plugs chatos.. ok, dei uma guaribada com uma faca mesmo, só pra não ficar muito feio nas fotos (não que isso mudasse alguma coisa.. hehehe).

A primeira coisa emocionante que fiz hoje foi andar de ônibus.. fazia muito tempo que não entrava num.. o ônibus é bem confortável, tem ar condicionado e fica dizendo onde estamos passando.. hehe

Descobri que na ida para o centro, tem que pagar quando entra e na volta, paga quando sai.. vai entender? (obvio que quando entrei esqueci de pagar e o motorista me chamou a atenção, e na volta entrei e fui pagar e o motorista também me chamou a atenção..).

No caminho passei por diversos campus da University of Pittsburgh.. é muito grande.. daqui até o centro da 1h.. chegando próximo ao centro (não sabia se era ou não já o centro mas enfim..) desci na Forbes Avenue com a Delray Street e de lá comecei a minha longa caminhada (descobri também que não estou acostumado a caminhar..(como disse o meu amigo Portela, "Tiaguinho, tu vai aprender a ser humilde depois dessa viagem..")).

Passeando pelas ruas, o que mais chama a atenção são os prédios.. muitos com mais de 50 andares.. me senti relativamente seguro no centro (que não é a sensação que eu tenho ao andar no centro de porto alegre) tem vários niggas, mas aparentam ter muito mais dinheiro que muitos brancos.. Andando pelas ruas, mais precisamente na Fifth Avenue encontro uma Kaufmanns.. que dúvida né? sou pior que mulher.. perdi horas lá dentro.. heheh

Saindo de lá, minha missão era comprar um SIM Card.. incrível como as operadoras de celular não chamam a atenção no centro.. caminhei horas pra achar uma lojinha bem pequena da T-Mobile na Fifht Avenue com a Smithfield, na verdade já tinha passado na frente, mas nem de dei conta.. Usei de todas minhas aulas de inglês com o Mark para conseguir me expressar e dizer que só queria um chip e nada mais... ela me mostrou vários celulares, todos de graça por um plano de $39.9 per month. Mission Accomplished

Next Step, muito importante por sinal.. comprar um adaptador pro meu barbeador ou gilette, acabei comprando a gilette (15 por $3.99). Acho que dura 2 meses.. hehehe

Como eu tinha tomado só café da manhã, essa hora já estava com fome de novo.. Tinha varias opções a minha volta.. McDonalds, Wendys, Subway, Dunkin Donuts, Starbucks etc.. acabei morrendo num fast food chamado Arby's (acho que vou conhecer todos). Lá não precisei exercitar meu inglês para falar "coke with little ice" pois a bebida era self service..

Depois disso fiquei me perdendo pelo centro, tirando umas fotos.. e caminhando muito.. resolvi atravessar uma das bridges, pois achei que uma foto do outro lado ficaria bonita.. (mas não ficou..). Passei na frente de um estádio de baseball que não lembro o nome.

Já eram quase 6pm quando resolvi voltar.. e agora, onde eu pego o maldito bus? a sorte é que sou uma pessoa tecnológica e coloquei as paradas dos bus no palm, pois ele não passa pelo mesmo lugar que eu desci.. eles tem uma linha Inbound e outra Outbound. Caminhei Forbes Ave. AT Carnegie Mellon (Morewood).

Ao chegar em casa, dei uma ajeitada, recolhi as roupas que estão espalhadas por toda casa (saudades do meu pai), arrumei meus documentos e juntei o resto da minha bagunça..

Por fim, vou deixar mais umas conclusões..

1) as americanas usam unhas postiças com umas pinturas horríveis

2) poucas pessoas usam ônibus aqui.. usei no horário de pico e veio vazio..

3) fast food é coisa de pobre (o contrario do Brasil, onde as pessoas adoram ir no Mcdonalds)

Publiquei algumas fotos da minha indiada ao centro e estarei sempre atualizando nesse endereço:

http://www.meuser.com.br/gallery/usa

podem deixar comentários..:) (ao clicar em alguma foto tem um Add Comment em baixo..)

Meu telefone aqui é +1 412 708 6673 Podem me ligar :)

Para mandar sms, usar o site da claro e mandar pro meu celular do Brasil, estou recebendo aqui (51 91156054).

Alguém lê essa merda toda? estou escrevendo sem me dar conta disso.. (quem não quiser receber, clica no unsubscribe)

abraços,

t.

  • DSC05439
  • DSC05441
  • DSC05442
  • DSC05446
  • DSC05451
  • DSC05452